Pesquisa

Pesquisa personalizada

Feito a mão para BB

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

A alegria de tricotar!!!!







Olá... como está?? espero
que muitooo bem..
hoje, decidi trazer algo
para refletirmos e pensar..
o que podemos fazer para
mudar>

AQUECIMENTO GLOBAL

O Dr. Carlos Nobre começou dizendo que o 1º fórum de chefes de Estado
sobre aquecimento global, realizado no 62º Assembléia Geral da ONU foi
positivo pois tem grandes possibilidades de avançar e explicou que o Plano
Nacional de Enfrentamento às Mudanças Climáticas anunciado pelo Pres.
Lula na abertura desta Assembléia Geral vai determinar como o Brasil
vai ajudar a amenizar o aquecimento global e como vai mitigar ou seja
como vai adaptar-se as suas conseqüências. Explicou que a importância
do Inpe para ajudar a evitar o desmatamento na Amazônia esta baseado
em 30 anos de experiência na análise de dados enviados por satélites e
que estas informações alimentam vários órgãos governamentais como
o IBAMA e esclareceu que apesar da importância do Pantanal ainda
não se tem estudos conclusivos sobre as conseqüências do aquecimento
global para este importante ecossistema. Esclareceu que o Catarina
pode ser chamado de furacão por ter todas as características de um,
e que foi o primeiro furacão que se tem registro no atlântico sul.
Com relação ao risco do aumento do nível do mar o Dr. Carlos Nobre
esclareceu que o Brasil tem relativamente poucas áreas com até 5m
acima do nível do mar sendo que a maior parte destas áreas são ainda
remotas, no entanto, as áreas nestas condições e com populações
estão principalmente nas cidades do Rio de Janeiro, Recife, Santos
e São Vicente e se o nível do mar subir em 1m seria necessário
desalojar 200 mil pessoas somente em uma grande favela do
Rio do Janeiro e que o INPE tem um estudo sobre as mudanças
futuras de temperaturas, chuvas e ventos para cada região do
país (este estudo esta disponível no site aquecimentoglobal.com.br)
onde um dos pontos mais importantes: Abastecimento de água:
As grandes cidades podem ter problemas com o fato das chuvas
tornarem-se mais episódicas ou seja choverá a mesma quantidade
porém e pancadas mais fortes e irregulares ao longo do ano.
Agricultura: Teremos queda nas produções de milho, trigo, soja, arroz e feijão.

Doenças: Existe uma previsão para aumento de doenças associadas às
ondas de calor, associadas à poluição, pois a mesma aumenta com o calor
e devido ao aumento das enchentes e inundações crescerá a incidência de
doenças causadas por meio hídrico e com a expansão da faixa de ocorrência
dos vetores de doenças como a dengue e malária diretamente proporcional
ao aumento das temperaturas.
O Prof. Carlos Nobre falou que os países tem ainda muitas resoluções
importantes à serem tomadas para que o novo protocolo esteja pronto a
tempo de substituir o atual protocolo de Kyoto termina em 2012.

VAMOS AGIR???
beijokas
kelly

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OLá..obrigada pela visita...seja sempre muito bem vinda!!! um grande beijo
kelly

Pesquise

Pesquisa personalizada

google

300x250

Receba as atualizações do blog em seu email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Importante

As imagens colocadas neste blog foram retiradas da internet.
Caso voce seja dono ou saiba a identificação da autoria, favor informar!
Grata

Traficc feeds

Quem me visitou